meningites - Meningite: Conhecendo a doença

Meningite: Conhecendo a doença

Meningite é um diagnóstico que dá medo em muita gente. Com toda razão, pois pode ser uma doença fatal. Mais importante: dependendo do tipo de meningite, em apenas algumas horas após o início dos sintomas,  adultos ou crianças podem necessitar de UTI, com quadro clínico de bastante gravidade. Por isso, é importante saber mais sobre esta doença e suas formas de prevenção.

O que é Meningite?

A meningite é uma inflamação das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro. Existem diversos tipos de meningite, e para cada um deles há causa e sintomas específicos.

Tipos de Meningite:

A maioria dos casos de meningite é provocada por vírus ou bactérias, mas a doença também pode ser transmitida via fungos. Outros fatores também podem desencadear num quadro de meningite, como alergias a determinados medicamentos, alguns tipos de câncer e também inflamações.

Conheça os principais tipos de meningite existentes:

  • Meningite viral

  • Meningite bacteriana

Meningite viral ou bacteriana: qual é a mais grave?
A bacteriana é a mais grave. Sem nenhuma dúvida. A bactéria comumente responsável pelos quadros mais graves e fatais é o meningococo. Interessante saber que há  diferentes sorotipos de meningococos, chamados pelas letras: A, B, C, W, Y. Estes sorotipos variam sua incidência ao longo do tempo. Há alguns anos, em nosso meio, tem predominado o sorotipo C.

A meningite viral, por sua vez, é muito mais benigna. Pode até ser tratada em casa e não requer nenhum medicamento específico. Sara sozinha, sem sequelas, na imensa maioria dos casos. Pode ser causada por tipos diferentes de vírus. Não existe, portanto,  um vírus específico causador de meningite. Isto significa que um vírus que dá gripe em uma pessoa, por exemplo, pode dar meningite em outra.

Causas:

Meningite bacteriana: Ela ocorre geralmente quando a bactéria entra na corrente sanguínea e migra até o cérebro. Pode acontecer, também, de a doença ser desencadeada após uma infecção no ouvido, fratura ou, mais raramente, após alguma cirurgia.

Meningite viral: Ela pode ser causada por diversos tipos de vírus, muitas vezes nem exige tratamento. Os vírus causadores da meningite podem ser transmitidos via alimentos, água e objetos contaminados e são mais comuns entre o fim do verão e o começo do outono.

Fatores de risco:

Alguns fatores são considerados de risco para a meningite. Confira:

Idade: meningite viral costuma afetar crianças de até cinco anos, mas a forma bacteriana da doença geralmente atinge adultos na casa dos 20. Na verdade, o grupo de risco, quando é classificado pela idade, varia de acordo com a causa da doença. Meningite causada pela bactéria Listeria monocytogenes costuma vitimizar muitos idosos também

Viver em grandes centros urbanos e frequentar ambientes fechados e cheios de pessoas também podem aumentar os riscos de contrair meningite. Se uma pessoa vive em alguma base militar, orfanato ou albergue, as chances de ela apresentar a doença são maiores também

Gravidez: mulheres grávidas têm maiores chances de contrair listeriose e também a meningite bacteriana causada por Listeria monocytogenes

Sistema imunológico comprometido: pessoas com baixa imunidade correm maiores riscos de apresentar meningite também, a exemplo de portadores de Aids ou diabetes e usuários de drogas injetáveis.

 

Sintomas

meningite - Meningite: Conhecendo a doença

 

Tudo isso pode acontecer tanto nas meningites virais como nas bacterianas. Porém, um sinal de gravidade ocorre apenas  nas bacterianas: pequenas bolinhas vermelho- arroxeadas surgem, espalhadas pelo corpo. Podem aparecer manchas roxas maiores, especialmente nos membros inferiores. A chance de má evolução, quando estes sinais estão presentes, é muito grande.

Como se prevenir contra a meningite?

As únicas formas de prevenção contra a meningite são tomar a vacina e evitar o contato com pessoas infectadas, além de lugares fechados (principalmente em casos de surto).

Existem vacinas contra os meningococos A, B, C, W e Y. A vacina contra o sorotipo C, que é atualmente o mais incidente, está disponível na rede pública e bebês a partir de 2 meses já a podem receber. A vacina contra os outros sorotipos está disponível apenas nas clínicas privadas. A vacina contra o meningococo tipo B é recente e pode também ser aplicada em bebês.

Todas estas vacinas têm uma eficácia excelente. Importante saber que também fazem parte do esquema público vacinas contra outras bactérias que podem causar meningites graves em crianças: o pneumococo e Hemophilus. Por isso, é essencial manter as vacinas em dia. Adultos também podem ser vacinados contra os meningococos.

Evite quaisquer tipos de dores de cabeça. Algumas podem mesmo ser fatais.

Clique Aqui para ver as vacinas contra meningite disponíveis na Pró-Saúde

Comentários

Relacionados

Posted in Neuropediatria, Vacinação and tagged , .