fbpx

O que é?

Muitos pacientes tem doenças alérgicas, com sintomas de rinite e não sabem que tem rinite alérgica! Geralmente procuram na internet algum especialista que possa fazer um diagnóstico e tratamento. Na região onde estamos, em São Bernardo do Campo, temos variações importantes de temperatura, clima seco e úmido e uma intensa poluição, e com isso os sintomas se tornam frequentes, comprometendo a qualidade de vida!

Existem vários tratamentos que podem ser feitos, e um deles é o tratamento com as vacinas de alergia, chamadas de IMUNOTERAPIA.

As doses de alergia diminuem a sensibilidade aos alérgenos e muitas vezes levam a um alívio duradouro dos sintomas de alergia, mesmo após a interrupção do tratamento. Isso o torna uma abordagem de tratamento benéfica e econômica para muitos pacientes.

 

Objetivos

Muitos pacientes tem doenças alérgicas, com sintomas de rinite e não sabem que tem rinite alérgica! Geralmente procuram na internet algum especialista que possa fazer um diagnóstico e tratamento. Na região onde estamos, em São Bernardo do Campo, temos variações importantes de temperatura, clima seco e úmido e uma intensa poluição, e com isso os sintomas se tornam frequentes, comprometendo a qualidade de vida!

Existem vários tratamentos que podem ser feitos, e um deles é o tratamento com as vacinas de alergia, chamadas de IMUNOTERAPIA.

As doses de alergia diminuem a sensibilidade aos alérgenos e muitas vezes levam a um alívio duradouro dos sintomas de alergia, mesmo após a interrupção do tratamento. Isso o torna uma abordagem de tratamento benéfica e econômica para muitos pacientes.

Como é feito

O tratamento com as vacinas de alergia consiste em aplicações periódicas de uma substância chamada alérgeno com objetivo de diminuir a reatividade que o organismo tem em reagir exageradamente a alguns estímulos. Existem duas fases de tratamento: Indução: as doses são semanais e crescentes, por um período de cerca de 8 meses. Manutenção: são doses fixas, aplicadas a cada 14, 21 ou 30 dias, por um período de cerca de 3 a 5 anos, de acordo com a OMS.

A imunoterapia é indicada pelo alergista ou alergologista, após a realização de testes alérgicos e outros exames para identificação do agente causador.

 

International Consensus on Allergy Immunotherapy

A declaração do consenso internacional (ICON) sobre imunoterapia com alérgenos (AIT) é um documento conciso de autoria de um grupo multinacional de especialistas revisando a literatura pertinente e resumindo as principais declarações para imunoterapia (AIT).

O documento combina as melhores evidências científicas com especialistas com consenso de opinião e é desenvolvido para servir como recurso para profissionais de saúde que gerenciam pacientes com doenças alérgicas. O documento também fornece justificativas para proporcionar um melhor acesso à imunoterapia com base na saúde pública e análises farmacoeconômicas, que podem ser usadas pelos formuladores de políticas. É adaptável a todos os países do mundo, permitindo para modificações baseadas na disponibilidade regional de diagnóstico e intervenções terapêuticas.

O grupo multinacional em Asma, Alergia e Imunologia, é formado:

  • Academia Europeia de Alergia e Imunologia Clínica (https://www.eaaci.org/)
  • Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia (https://www.aaaai.org/)
  • Colégio Americano de Alergia, Asma e Imunologia (https://acaai.org/)
  • Organização Mundial de Alergia (https://www.worldallergy.org/)

A imunoterapia com alérgenos (AIT) tem sido usada para tratar doenças alérgicas desde o início do século XX.  Apesar de numerosos ensaios clínicos e metanálises que demonstram eficácia no uso da AIT, ele permanece subutilizado e estima-se que seja usado em menos de 10% dos pacientes com rinite alérgica ou asma em todo o mundo.  Além disso, existem grandes diferenças entre as regiões, que não se devem apenas ao status socioeconômico.  Praticamente não há controvérsia sobre o uso de AIT no tratamento de rinite alérgica, asma alérgica, e dermatite atópica.  A elaboração de um consenso mais amplo é de extrema importância, porque a imunoterapia (AIT ) é o único tratamento que pode mudar o curso da doença alérgica, impedindo o desenvolvimento de asma e novas sensibilizações a alérgenos e induzindo tolerância imune específica a alérgenos.  Estratégias mais seguras e eficazes de AIT estão sendo desenvolvidas continuamente tanto através da elaboração de novas preparações e adjuvantes de alérgenos quanto de vias alternativas de administração.  Uma série de diretrizes, documentos de consenso ou ambos estão disponíveis nos níveis internacional e nacional.  A comunidade internacional de especialistas em alergia reconhece a necessidade de desenvolver um relatório de consenso abrangente para harmonizar, disseminar e implementar as melhores práticas de AIT.
Confira o consenso na íntegra: https://www.eaaci.org/documents/EAACI-ICON-AIT.pdf

Projeto Diretrizes da Associação Médica Brasileira e Conselho Federai de Medicina

Autoria da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia e da Sociedade Brasileira de Pediatria. Confira na íntegra AQUI

Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia – AAAAI

Acesse AQUI

Convênios que cobrem este exame​

ENTRE EM CONTATO PARA VERIFICAR SE O PLANO DO SEU CONVÊNIO SOBRE ESTA VACINA

Serpro - Serpro

Serpro

Cabesp - Cabesp

Cabesp

APEOESP - APEOESP

APEOESP

PortoMed - PortoMed

PortoMed

Porto Seguro - Porto Seguro

Porto Seguro

Omint  - Omint

Omint