Você sabe o que é refluxo gastroesofágico 700x380 - Você sabe o que é refluxo gastroesofágico?

Você sabe o que é refluxo gastroesofágico?

É a passagem de conteúdo do estômago para o esôfago, com ou sem regurgitação ou vômito.

Em um bebê normal, é comum cerca de 20 a 30 episódios de regurgitação por dia.

67% dos bebês de 2 a 5 meses têm refluxo, e isso vai melhorando conforme o bebê vai crescendo, pois os órgãos e mecanismos responsáveis por esse refluxo adquirem mais maturidade. Com 1 ano de idade, apenas 5% das crianças ainda apresentam o refluxo.

Esse refluxo é considerado fisiológico, ou seja, normal! Não precisa, na grande maioria dos casos, de nenhum tipo de tratamento medicamentoso.

SABIA QUE EXISTE UMA DIFERENÇA ENTRE REFLUXO GASTROESOFÁGICO (REFLUXO FISIOLÓGICO) E DOENÇA DO REFLUXO GASTROESOFÁGICO?

A Doença do Refluxo ocorre quando esse conteúdo que sai do estômago e volta para o esôfago começa a causar alguns sintomas incômodos, que chegam a afetar as atividades diárias das crianças e trazer complicações.
Ocorre em 3 a 5 % das crianças até 2 anos, e essa estimativa aumenta com o passar da idade.

 

O QUE PREDISPÕE A DOENÇA DO REFLUXO GASTROESOFÁGICO?

Existem muitos mecanismos que levam à Doença do Refluxo, alguns deles são tipo de alimentação, infecções, distúrbios metabólicos, malformações, neuropatias, alergia alimentar, medicamentos.

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Variam de acordo com a faixa etária da criança, e podem ser: regurgitação, recusa alimentar, baixo ganho de peso, ruminação, náusea e vômitos, choro, irritabilidade, distúrbios do sono, dor abdominal, salivação excessiva, dificuldade para engolir, microaspirações, broncoespasmo, apneia, tosse crônica.

 

QUAIS SÃO OS SINAIS E SINTOMAS QUE DEVO ME PREOCUPAR?

Regurgitação e vômitos que se iniciam depois dos 6 meses de vida e que pioram após 1 ano são mais preocupantes.
Atenção a vômitos persistentes com esforço, vômitos noturnos, sangue nas fezes ou nos vômitos, diarreia crônica, distensão abdominal.

 

COMO DIAGNOSTICAR?

Para fazer o diagnóstico correto, é necessário conversar com seu médico sobre tipo de alimentação, sintomas, crescimento e ganho de peso, etc. Ele avaliará a necessidade de exames e/ou tratamento, bem como afastará outros tipos de doenças.

 

E COMO É FEITO O TRATAMENTO?

Existem o tratamento não farmacológico, no qual se ajusta a alimentação da criança e faz-se a avaliação de medidas posturais; e o tratamento farmacológico, que muitas vezes é necessário, conforme os sinais e sintomas do paciente.

PROCURE SEMPRE A AJUDA DE UM ESPECIALISTA!


Dra. Nathália Kosmack Ribeiro Prancheta 5 150x150 - Você sabe o que é refluxo gastroesofágico?
Gastroenterologia pediátrica
CRM 169758

 

 


 

Referências bibliográficas:
1) Regurgitação do lactente (Refluxo Gastroesofágico Fisiológico) e Doença do Refluxo Gastroesofágico em Pediatria disponível em http://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/20031c-DocCient__Regurg_lactente_RGEF_e_RGE.pdf 2) Pediatric Gastroesophageal Reflux Clinical Practice Guidelines: Joint Recommendations of the North American Society for Pediatric Gastroenterology, Hepatology, and Nutrition (NASPGHAN) and the European Society for Pediatric Gastroenterology, Hepatology, and Nutrition (ESPGHAN) 3) Zeevenhooven J, Koppen IJ, Benninga MA. The New Rome IV Criteria for Functional Gastrointestinal Disorders in Infants and Toddlers. Pediatr Gastroenterol Hepatol Nutr. 2017;20(1):1-13. 4) http://www.jped.com.br/conteudo/00-76-s218/port.pdf

Comentários

Relacionados

Posted in Alergia.