noticia 5c192bb3cc54a - Alergia à picada de insetos

Alergia à picada de insetos

ALERGIA À PICADA DE INSETOS OU PRURIGO ESTRÓFULO

  • Geralmente aparece após o sexto mês de vida e, em geral melhora após os sete anos de idade, mas há exceções que persistem até a idade adulta. Podem pertencem a 2 tipos de grupos:
  • INSETOS SUGADORES – mosquitos, pulgas, carrapatos e percevejos.
  • INSETOS PICADORES – formigas abelhas e vespas.
  • para alguns insetos PICADORES, como formigas, abelhas e vespas, considerar o risco de ANAFILAXIA que é uma reação alérgica grave, que pode ser fatal
  • presença de asma determina uma maior gravidade dos episódios.

INSETOS SUGADORES

  • Os mosquitos fêmeas adultas requerem alimentação de sangue para produzir ovos.
  • Pulgas e mosquitos são agentes causais mais comuns
  • As espécies Aedes, Culex e Anopheles são as principais responsáveis por picadas em humanos.
  • O Aedes aegypti pode transmitir chikungunya, zika e dengue.
  • O Anopheles pode transmitir malária
  • Pulga de importância medica: Pulex irritans ( conhecido como pulga humana) a pulga do gato (Ctenocephalides felis) e a pulga de cachorro ( Ctenocephalides canis).
  • As pulgas são mais comuns em países com climas temperados e mosquitos nos países tropicais
  • O percevejo é um inseto bem pequeno, do tamanho de uma semente de maçã. Se alimenta de sangue de seres humanos ou animais domésticos. Por serem muito pequenos, terem hábitos noturnos e se esconderem nos colchões das camas, eles podem passar desperdícios por muito tempo, já que sua picada pode ser facilmente confundida com as de mosquitos ou pulgas.
  • Mosquitos produzem lesões em áreas expostas, como face, braços e pernas e as pulgas produzem lesões em áreas cobertas (tronco) e de pressão como a cintura, em baixo das roupas, sob as meias e nas extremidades.

 

  • SINTOMAS: Intenso prurido ( coceira).
  • SINAIS: pápulas (inchaço), seropápulas, urticas, mas também vesículas bolhas. Podem ter vários tipos de lesões.
  • A pápula pode persistir por semanas ou meses, se não tratada.
  • Quando a resposta cutânea é muito intensa, a lesão inicial pode ser uma vesícula ou bolha e chamamos de PRURIGO BOLHOSO.
  • As lesões resolvem deixando manchas claras ou escuras residuais que podem

CASOS ESPECIAIS

  • Os pacientes com imunodeficiências primárias ou adquiridas são especialmente propensos a desenvolver reações exageradas a picaduras de insetos.
  • No caso de pacientes com HIV/SIDA reações são comuns (até 46% dos infectados) e se domina erupção papular pruriginosa.

 DIAGNOSTICO

 O diagnostico é basicamente clinico, de acordo com a história e o exame físico. Testes alérgicos na pele e sangue também podem ser realizados, porém com baixa positividade

TRATAMENTO

  • Orientação sobre o fato de que o surgimento de lesões a distância podem ser produzidas pela própria reação alérgica. Uma única picada pode gerar múltiplas lesões e que o processo pode durar várias semanas.
  • EVITAR A PICADA É O TRATAMENTO MAIS EFICAZ
  • Medidas preventivas para evitar novas picadas: repelentes, mosquiteiros, telas nas janelas e roupas de manga e calças compridas.
  • Ambientes climatizados, dedetização por empresa especializada
  • Moradores de casas devem limpar o terreno, evitar água parada e tratar cães e gatos com antipulgas.
  • Tratamento do prurido ( coceira) pode ser feito com antialérgicos e antiinflamatórios tópicos ou via oral. Alguns pacientes necessitam de antialérgicos durante todo o verão.
  • As substancias mais eficazes, como repelentes são à base de icaridina, onde a apresentação em gel pode ser usada em crianças acima de 6 meses, com 10 hs de proteção.
  • Usar repelentes nas roupas e na telas > permetrina 0,5% ou icaridina 25%
  • O tratamento com vacinas de alergia pode ser indicado em alguns casos.
Comentários
Posted in Alergia and tagged , , .