fbpx

Alergia à picada de insetos

ALERGIA À PICADA DE INSETOS OU PRURIGO ESTRÓFULO

  • Geralmente aparece após o sexto mês de vida e, em geral melhora após os sete anos de idade, mas há exceções que persistem até a idade adulta. Podem pertencem a 2 tipos de grupos:
  • INSETOS SUGADORES – mosquitos, pulgas, carrapatos e percevejos.
  • INSETOS PICADORES – formigas abelhas e vespas.
  • para alguns insetos PICADORES, como formigas, abelhas e vespas, considerar o risco de ANAFILAXIA que é uma reação alérgica grave, que pode ser fatal
  • presença de asma determina uma maior gravidade dos episódios.

INSETOS SUGADORES

  • Os mosquitos fêmeas adultas requerem alimentação de sangue para produzir ovos.
  • Pulgas e mosquitos são agentes causais mais comuns
  • As espécies Aedes, Culex e Anopheles são as principais responsáveis por picadas em humanos.
  • O Aedes aegypti pode transmitir chikungunya, zika e dengue.
  • O Anopheles pode transmitir malária
  • Pulga de importância medica: Pulex irritans ( conhecido como pulga humana) a pulga do gato (Ctenocephalides felis) e a pulga de cachorro ( Ctenocephalides canis).
  • As pulgas são mais comuns em países com climas temperados e mosquitos nos países tropicais
  • O percevejo é um inseto bem pequeno, do tamanho de uma semente de maçã. Se alimenta de sangue de seres humanos ou animais domésticos. Por serem muito pequenos, terem hábitos noturnos e se esconderem nos colchões das camas, eles podem passar desperdícios por muito tempo, já que sua picada pode ser facilmente confundida com as de mosquitos ou pulgas.
  • Mosquitos produzem lesões em áreas expostas, como face, braços e pernas e as pulgas produzem lesões em áreas cobertas (tronco) e de pressão como a cintura, em baixo das roupas, sob as meias e nas extremidades.

 

  • SINTOMAS: Intenso prurido ( coceira).
  • SINAIS: pápulas (inchaço), seropápulas, urticas, mas também vesículas bolhas. Podem ter vários tipos de lesões.
  • A pápula pode persistir por semanas ou meses, se não tratada.
  • Quando a resposta cutânea é muito intensa, a lesão inicial pode ser uma vesícula ou bolha e chamamos de PRURIGO BOLHOSO.
  • As lesões resolvem deixando manchas claras ou escuras residuais que podem

CASOS ESPECIAIS

  • Os pacientes com imunodeficiências primárias ou adquiridas são especialmente propensos a desenvolver reações exageradas a picaduras de insetos.
  • No caso de pacientes com HIV/SIDA reações são comuns (até 46% dos infectados) e se domina erupção papular pruriginosa.

 DIAGNOSTICO

 O diagnostico é basicamente clinico, de acordo com a história e o exame físico. Testes alérgicos na pele e sangue também podem ser realizados, porém com baixa positividade

TRATAMENTO

  • Orientação sobre o fato de que o surgimento de lesões a distância podem ser produzidas pela própria reação alérgica. Uma única picada pode gerar múltiplas lesões e que o processo pode durar várias semanas.
  • EVITAR A PICADA É O TRATAMENTO MAIS EFICAZ
  • Medidas preventivas para evitar novas picadas: repelentes, mosquiteiros, telas nas janelas e roupas de manga e calças compridas.
  • Ambientes climatizados, dedetização por empresa especializada
  • Moradores de casas devem limpar o terreno, evitar água parada e tratar cães e gatos com antipulgas.
  • Tratamento do prurido ( coceira) pode ser feito com antialérgicos e antiinflamatórios tópicos ou via oral. Alguns pacientes necessitam de antialérgicos durante todo o verão.
  • As substancias mais eficazes, como repelentes são à base de icaridina, onde a apresentação em gel pode ser usada em crianças acima de 6 meses, com 10 hs de proteção.
  • Usar repelentes nas roupas e na telas > permetrina 0,5% ou icaridina 25%
  • O tratamento com vacinas de alergia pode ser indicado em alguns casos.

Compartilhe esta matéria

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on skype
Share on weixin

Comentários

LEIA TAMBÉM:

Duvidas?

Estamos prontos para atender você e sua familia!